Saúde.

Publicação: Sexta-feira, 03/06/2016 às 12:20:00
A+A-

Clima seco e frio pode causar doenças e irritações na pele

Com a proximidade do inverno, o clima já está ficando frio e a umidade mais baixa. Neste período, a pele perde água, fica desidratada e ressecada, podendo descamar. Os lábios também sofrem com rachaduras. O ressecamento da pele indica a desnaturação das proteínas e isso pode causar algumas doenças, como dermatite seborreica e dermatite atópica. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados para manter a pele saudável até o clima esquentar novamente.

De acordo com a dermatologista Joana Costa, da Clínica Dermatológica Joana Costa, nesta época as pessoas costumam tomar banho mais quente, o que prejudica a pele. “O banho muito quente e demorado provoca uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele. Usar buchas e ensaboar demais a pele também contribui para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a derme”, explica a médica.

Após o banho é importante usar hidratantes específicos para o corpo e rosto. No caso de pele oleosa e acneica, deve-se evitar o hidratante comum no rosto, e use oil-free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax).

Para limpar a pele, especialmente do rosto, deve-se preferir produtos que removem as impurezas, mas sem promover o ressecamento ou acentuação das rugas. As loções de limpeza são mais indicadas do que os sabonetes, pois proporcionam limpeza profunda, mantêm a umidade natural da pele e não são irritantes, podendo inclusive ser usadas nas regiões dos olhos. Sua ação detergente é obtida através de substâncias suaves e hipoalergênicas.

No caso dos sabonetes, os líquidos são mais indicados do que os em barra porque possuem ph (índice que mede o equilíbrio natural da acidez da pele) mais neutro. “A pele humana tem ph 5.5, e um sabonete para ser neutro precisa ter um ph igual ou menor que 7,0. Sabonetes em barra possuem ph maior que 7,0 devido às matérias primas responsáveis pela consistência altamente alcalina. Já os sabonetes líquidos, por não conterem tais substâncias, são menos agressivos e mais suaves”, diz a dermatologista.

Quando a pele fica muito ressecada pode ocorrer uma descamação na região da cabeça e da face conhecida como dermatite seborreica. Os sintomas mais frequentes desta doença são caracterizados por intensa produção de oleosidade, descamação e prurido (coceira).  A caspa pode variar desde fina descamação até a formação de grandes crostas aderidas ao couro cabeludo.

“A combinação do clima frio e seco pode aumentar ainda mais a oleosidade em quem tem pele oleosa e piorar a dermatite seborréica ao redor do nariz, nos supercílios, atrás das orelhas e no couro cabeludo”, afirma Joana Costa.

A coceira também pode ser sinal de dermatite atópica, que causa lesões cutâneas na face, tronco e membros. Na infância as lesões são avermelhadas e escamam. Nos adolescentes e adultos, as lesões aparecem com mais frequencia nas áreas de dobras da pele, como a região posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços. A pele destes locais torna-se mais grossa, áspera e escurecida.

Além de hidratar profundamente a pele, recomenda-se beber no mínimo dois litros de água e ingerir muitas frutas, legumes e verduras. Nesta época, apesar de haver menos incidência dos raios UVB, responsáveis pela queimadura solar, a radiação UVA, principal causadora do envelhecimento cutâneo, continua forte neste período. Portanto o filtro solar deve ser usado diariamente.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

O que você achou desta matéria?
Seus votos ajudam a aperfeiçoar este site.
PUBLICIDADE

Mais lidas.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE

    Serviços.

    Assinatura

    Tenha seu jornal sempre na mão

    Confira nossa Edição Digital

    Classificados

    Encontre o que você procura

    Empregos

    Temos um trabalho para você

    Hoje temos vagas disponíveis