Cidades.

Publicação: Domingo, 05/06/2016 às 17:25:00     Atualização: 05/06/2016 às 17:58:28
A+A-

Depois da desocupação, muro começa ser erguido para cercar Torre Palace

Gastos do governo de Brasília com a operação de retirada já somam R$ 4 milhões e o valor, segundo o governo, será cobrado dos proprietários do prédio

Da Redação
redacao@jornaldebrasilia.com.br


O GDF estima que os gastos com a operação de desocupação do hotel Torre Palace devem chegar a R$ 4 milhões, valor que o governo garante que será cobrado dos proprietários do imóvel. A operação que durou cinco dias e mobilizou as forças de segurança terminou na manhã deste domingo com a retirada de 12 ocupantes que resistiam desde o início dos trabalhos. O prédio abandonado estava tomado por usuários de drogas e manifestantes do Movimento de Resistência Popular (MRP), desde outubro do ano passado. Após a saída dos ocupantes, o terreno começa a ser cercado por um muro, para impedir novas ocupações.

O cercamento começou a ser erguido e deve atingir até a altura do primeiro andar. No período em que ocorre esse trabalho, policiais militares permanecerão no local para garantir a segurança e que o serviço seja realizado sem interrupções adversas. O trabalho está sendo feito por reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso, Funap.

Cenário alarmante

O prédio está tomado por ratos e em condições deploráveis de higiene. A Secretaria de Saúde fará uma ação de dedetização e desratização no local para que o prédio não se torne foco de doenças que possam se espalhar por toda a região do Setor Hoteleiro.

O Secretário de Saúde, Humberto Lucena, esteve no local e classifica como alarmante a situação sanitária do prédio. "O prédio está cheio de materiais usados, fezes de ratos e, em todos os andares, e subsolo, realmente é uma condição deplorável que se faz necessário um grande trabalho sanitário", afirma o secretário que prevê uma ação de até sete dias no local.

Apesar de já estar desocupado, o prédio permanece erguido e sem previsão de implosão, uma vez que o imóvel segue sendo alvo de disputa judicial. Também corre na Justiça um processo que pode levar o prédio a leilão.

Trânsito

Parcialmente fechado durante os dias de operação, o trânsito no Eixo Monumental está sendo liberado aos poucos, enquanto so trabalhos não são finalisados. Na tarde deste domingo, apenas o acesso pela W3 Norte está fechado. A via N1, em frente ao hotel, já foi quase toda liberada.

O GDF vai apresentar o balanço final da operação em coletiva de imprensa no início da noite este domingo.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

O que você achou desta matéria?
Seus votos ajudam a aperfeiçoar este site.
PUBLICIDADE

Mais lidas.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE

    Serviços.

    Assinatura

    Tenha seu jornal sempre na mão

    Confira nossa Edição Digital

    Classificados

    Encontre o que você procura

    Empregos

    Temos um trabalho para você

    Hoje temos vagas disponíveis