Concursos.Concursos & Carreiras.

Publicação: Segunda-feira, 30/05/2016 às 17:51:41
A+A-

IBGE: devolução das taxas já tem data marcada

Na última quarta-feira (25) a assessoria de imprensa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) havia informado que o método de devolução das taxas de inscrição do processo seletivo cancelado para temporários estava em análise e que não havia previsão para isto ocorrer. A boa notícia é que o órgão divulgou comunicado informando que restituição do valor já tem data marcada: entre 1 e 14 de junho.

Confira o comunicado: "Devido ao cancelamento do processo seletivo simplificado – edital 01/2016 – para as funções de analista censitário, agente censitário administrativo e agente censitário regional, informamos o procedimento para o ressarcimento da taxa de inscrição aos candidatos que efetuaram tal pagamento. Para efetuar o saque, o candidato deve dirigir-se pessoalmente ao caixa de qualquer agência do Banco do Brasil no período de 01 a 14 de junho de 2016, munido dos seguintes documentos de identificação: Identidade e CPF originais. É preciso informar, para o recebimento do valor pago, que se trata de uma ordem de pagamento em seu nome". 

Vale lembrar que a seleção preencheria 1.409 vagas para Censo Agropecuário 2016 e que foi suspensa devido aos cortes orçamentários.

Suspensão do concurso

A Direção do IBGE vinha tentando obter, junto ao Ministério do Planejamento, os recursos necessários às atividades de preparação da operação censitária e à aquisição de equipamentos, previstas para este ano e essenciais à execução da pesquisa no início de 2017. Entretanto, estas iniciativas de recomposição do orçamento não tiveram êxito.

Diante dessa realidade, o Censo Agropecuário está adiado, e uma nova data para sua realização está condicionada à liberação dos recursos necessários em tempo hábil à organização da operação.

As demais atividades previstas para 2016 no plano de trabalho do IBGE estão, até o momento, preservadas.

Comunicamos também a suspensão do processo seletivo em curso para preenchimento das 1.409 vagas temporárias destinadas ao Censo Agropecuário, bem como das atividades ligadas ao Censo experimental. Os inscritos no processo seletivo terão os valores das inscrições reembolsados. A Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br), empresa responsável pela organização da seleção, informará sobre os procedimentos a serem adotados para tanto.

O Censo Agropecuário é uma pesquisa de extrema relevância para o Brasil, pois se debruça sobre um setor fundamental para a economia nacional. Seus resultados fornecem informações que permitem tratar de um amplo espectro de assuntos atuais e importantes, indo da segurança alimentar e agricultura familiar, a questões macroeconômicas, como preço dos alimentos e balança comercial, passando necessariamente pelos temas relativos à sustentabilidade e à preservação ambiental.

Sobre o concurso IBGE para temporários

A ficha de inscrição ficou disponibilizada no site da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br) até o dia 2 de março. As taxas custaram R$ 35 (agente censitário administrativo), R$ 50 (agente censitário regional) ou R$ 120 (analista censitário). 

Para os concursandos com ensino médio completo havia chances nos cargos de agente censitário administrativo - ACA (700 vagas), com salário de R$ 1.560, e agente censitário regional – ACR (486), com remuneração de R$ 3.000. De acordo com o edital do concurso, este último também exigiu carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria “B”.

Já os candidatos com diploma de curso superior na área específica estavam aptos a carreira de analista censitário - AC (223) do IBGE nas seguintes áreas de conhecimento: análise de sistemas/desenvolvimento de aplicações (17); análise de sistemas/ desenvolvimento de aplicações web mobile (9); análise de sistemas/suporte à comunicação e à rede (4); análise de sistemas/ suporte a produção (4); análise de sistemas/suporte operacional (4); análise socioeconômica (12); auditoria (3); biblioteconomia e documentação (4); ciências contábeis (3); design institucional (2); engenharia agronômica (26); engenharia cartográfica (12); gestão e infraestrutura (78); jornalismo (16); logística (2); métodos quantitativos (6); produção gráfica/editorial (2); programação visual (2); recursos humanos(6); relações internacionais (2); relações públicas (2); e web design (7). A função apresenta vencimentos de R$ 7.166.

A duração dos contratos de trabalho seria de até 16 meses (um ano e quatro meses) para o ofício de ACR; 22 meses para ACA (um ano e 10 meses); e 31 meses (dois anos e sete meses) para AC.

O posto de agente censitário administrativo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística tinha oportunidades espalhadas pelo Distrito Federal  (14) e pelas capitais dos outros 26 Estados do país, do seguinte modo: Rio Branco/AC (15), Maceió/AL (32), Manaus/AM (15), Macapá/AP (8),Salvador/BA (45), Fortaleza/CE (35), Vitória/ES (20), Goiânia/GO (30), São Luis/MA (35), Belo Horizonte/MG (45), Campo Grande/MS (20), Cuiabá/MT (20), Belém/PA (25), João Pessoa/PB (20), Recife/PE (40), Teresina/PI (15), Curitiba/PR (23), Rio de Janeiro/RJ (50), Porto Velho/RO (18), Natal/RN (10), Boa Vista/RR (8), Porto Alegre/RS (40), Florianópolis/SC (25), Aracaju/SE (12), São Paulo/SP (68) e Palmas/TO (12). 

Por sua vez, o emprego de agente censitário regional concentraria chances em 459 municípios distribuídos por toda a nação. Só não contavam com ofertas para essa função o DF e os Estados do Amazonas e do Amapá. Os demais Estados tinham as seguintes vagas: Acre (4), Alagoas (10), Bahia (35), Ceará (17),Espírito Santo (15), Goiás (6), Maranhão (9), Minas Gerais (23), Mato Grosso do Sul (17), Mato Grosso (22), Pará (9), Paraíba (17), Pernambuco (23), Piauí (19), Paraná (32), Rio de Janeiro(15), Rio Grande do Norte (14), Rondônia (8), Roraima (4), Rio Grande do Sul (62), Santa Catarina (28), Sergipe (10), São Paulo (72) e Tocantins (15). 

Por fim, para a posição de analista censitário o concurso do IBGE apresentava oportunidades nas capitais de todos os Estados, conforme relacionado a seguir: Rio de Janeiro/RJ (112 vagas), João Pessoa/PB (3), Teresina/PI (3), Rio Branco/AC (1), Maceió/AL (1), Manaus/AM (4), Macapá/AP (2), Salvador/BA (7), Fortaleza/CE (5), Distrito Federal (2),Vitória/ES (2), Goiânia/GO (4), São Luís/MA (5), Belo Horizonte/MG (6), Campo Grande/MS (4), Cuiabá/MT (4), Belém/PA (4), Recife/PE (5), Curitiba/PR (7), Natal/RN (2), Porto Velho/RO (3), Boa Vista/RR (2), Porto Alegre/RS (9), Florianópolis/SC (4), Aracaju/SE (2), São Paulo/SP (9) e palmas/TO (4).

De acordo com o edital do concurso, todos os inscritos fariam as provas objetivas com 60 questões de múltipla escolha no dia 22 de maio, das 13h às 17h.

O exame para selecionar os candidatos que seriam contratados pelo IBGE versaria sobre língua portuguesa (15), conhecimentos específicos (35) e raciocínio lógico quantitativo (10) para analista censitário em todas as áreas de conhecimento, exceto métodos quantitativos. Os concorrentes ao posto de AC em métodos quantitativos responderiam apenas perguntas sobre língua portuguesa (20) e conhecimentos específicos (40).

O teste para agente censitário administrativo traria questões sobre língua portuguesa (20), noções de administração (30) e raciocínio lógico (10). Já para agente censitário regional a prova teria perguntas sobre língua portuguesa (20), noções de administração e situações gerenciais(30) e raciocínio lógico (10). 

Concurso para efetivos não foi afetado

O concurso com 600 oportunidades efetivas para o quadro de pessoal do IBGE não foi afetado por esta medida. Segundo a assessoria de imprensa, o certame será realizado normalmente. Vale ressaltar que as provas para técnico ocorreram neste último domingo (17).

Fonte: JC Concursos

PUBLICIDADE

Mais lidas.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE

    Serviços.

    Assinatura

    Tenha seu jornal sempre na mão

    Confira nossa Edição Digital

    Classificados

    Encontre o que você procura

    Empregos

    Temos um trabalho para você

    Hoje temos vagas disponíveis